8 Passos para ter sucesso na fotografia

Photographer With Camera on white background.

Leia em 4 minutos

Esse artigo vai abrir sua mente de forma ímpar. O que vou falar aqui pode ser um choque para você que já ama fotografia e sabe fazê-la ou para você que quer iniciar nesse ramo e começar a realizar e vender seu trabalho. Vou te fazer algumas perguntas para que você entenda e perceba muitas. Você vai me responder mentalmente.

Algumas Perguntas

Quantos orçamentos te chegam por mês? Quantos contratos você fecha? Você tem preços fixados (pacotes) para suas fotos? Você faz anúncios? Você sabe fazer um criativo de sucesso e anunciar para o público certo? Quem é seu público ou públicos? Você atualiza suas redes sociais? Pede depoimentos para seus clientes? Você é claro na exposição de seus serviços/produtos?

Bem, essas indagações servem para que você comece a entender a dimensão da coisa. Estou falando de marketing, formação de preço, estratégias de comunicação, administração de capital, atendimento ao cliente… se você não souber tornar o seu empreendimento viável, então ser somente fotógrafo não vai te sustentar.

Fotógrafo como profissão

No mercado se fala muito de “fotógrafos nas horas vagas”, ou seja, aqueles indivíduos que possuem um trabalho fixo (que geralmente ele odeia – ou não) durante a semana e no final de semana ou a noite faz um “bico”, uma cobertura de festa ali e um ensaio acolá. Assim vão complementando a renda. Não há nada de errado com isso. Absolutamente! Acho super válido!

Enganar-se é um erro, pois esse cara não tem tempo de estudar (a não ser que o trabalho fixo dele seja nessa área, do audiovisual ou marketing), se atualizar, saber de novas tecnologias da fotografia – não tem tempo de se inspirar observando novas fotos, tendências, fazer um curso mais específico, renovar equipamento, participar de concursos, feiras ou congressos. Você não quer ser ele! Você quer trabalhar naquilo que ama, a fotografia. Certo?

Caminho das Pedras

Primeiro, se coloque no mercado. O que você quer ser? Fotógrafo de casamento? De família? De natureza? De moda? De tudo? Escolha e pesquise o mercado, peça orçamentos, veja fotos dos seus futuros concorrentes, páginas na internet e anote o que você pode absorver. Copiar não! Absorver, se inspirar! Crie seu portfólio, um que atraia seu público certo.

Segundo, dê um nome a sua empresa. Estude uma marca, uma marca que comunique. Crie uma fan page, perfil no instagram e um site. O site é importante, por isso considere investir em um programador para isso. Ah, sua marca deixe também nas mãos de quem entende!

Terceiro, crie pacotes para quando os orçamentos chegaram, você poder responder prontamente. Quando eu falo de pacotes, falo modelos de orçamentos – como será? Imagem? Pdf? E os valores? Precisa estudar para formar. Terá álbum impresso? Qual será seu fornecedor? Os valores deles? Quem irá diagramar? Você? Você já fez isso antes? Precisa ter portfólio para mostrar. Então, muitas questões, não é?

Quarto ponto, publique, publique e publique. Publique as fotos mais bonitas, as que enchem os olhos e invista nelas monetariamente para serem vistas no facebook e instagram pelo SEU público. Falo dessas duas redes porque são as que tem mais pessoas inseridasmas claro que há outras como o pinterest. Periodicidade é algo muito importante e até crucial, então publique nos horários corretos. Aliás, esses horários você precisa estudar se é o mesmo horário que seu cliente está ali na rede social apto e para ver seu post.

Quinto ponto, vá criando sua lista de clientes para o seu mailing. O seu site pode ter uma “isca” para te ajudar nessa criação também. Faça seu site, desenhe como será, busque inspirações!

Em sexto lugar, faça anúncios no google, no facebook/insta e parcerias com blogueiras/influencers.

Sétimo ponto, você precisa ir comparando os resultados mês a mês e ver no que está errando e acertando.

Oitavo ponto, escreva artigos para seu blog que deve estar dentro do seu site. Esses artigos precisam responder as dores do seu público e sutilmente insinuar para a venda de um serviço. Sacou?

Dica de ouro

Se você não sabe fazer anúncios no google nem no facebook/insta, não sabe como fazer um criativo que engaje, não sabe que plataforma de e-mail marketing usar, nem tem noção de como seu site deve ser, considere fazer um curso de marketing digital ou contratar uma agência/profissional para te ajudar.

Fazendo isso você está sendo inteligente e empreendedor. Está tendo uma visão diferenciada da coisa como um todo.

Eu trabalho desde 2011 com fotografia de eventos e com vários públicos. Para cada público existe uma linguagem e um direcionamento de marketing exclusivo. Se você precisar de uma mentoria, que analise seu negócio ou te acompanhe a ter seu primeiro cliente, inscreva-se aqui. Vai ser massa ajudar você!

Se esse post de acrescentou, compartilhe! 

Facebook
WhatsApp
Email
Telegram
Twitter
Yta de Castro

Yta de Castro

Jornalista, Marketeira, Fotógrafa, Mentora e criadora da Escola da Yta. Já registrou desde 2011 mais de 300 eventos e hoje compartilha conhecimento. Já formou centenas de fotógrafos.

Envie seu artigo para comercial@ytadecastro.com.br com seu nome e fone.

Leia também

Opa! Alguma dúvida?